logo-ibpm01
home-Instituto-IBPM-logo-fundoescuro-05

Os  melhores conteúdos e dicas  para conseguir
seguir a carreira do seu SONHO.

Junte-se à milhares de alunos e receba atualizações, artigos e dicas imperdíveis no seu e-mail!

Respeitamos sua privacidade, NUNCA enviamos spam!

IBPM – MARINHA

31/12/1969

Ingresso na Marinha

A Carreira Naval possui inúmeras vantagens e benefícios, tais como:

  • Perspectiva de crescimento profissional ao longo da carreira;
  • Bom ambiente de trabalho; e
  • Plano de carreira bem definido, com possibilidade de ascensão contínua com aumento de salários proporcionais.

Como ingressar na Marinha?

Para ingressar na Marinha através de uma destas escolas, além de preencher os requisitos exigidos, é preciso prestar concurso público de nível nacional.

 

O Colégio Naval – CN

Colégio Naval é uma instituição militar de ensino com mais de meio século de existência localizada na enseada Batista das Neves, no município de Angra dos Reis, estado do Rio de Janeiro, cuja missão é preparar candidatos para o ingresso no Curso de Graduação da Escola Naval, responsável pela formação de Oficiais da Marinha do Brasil.

Sobre o Curso

O curso conduzido pelo CN denominado “Curso de Preparação de Aspirantes”, é destinado ao preparo intelectual e físico do aluno para o ingresso na EN, ministrando o ensino básico em nível médio, além do ensino militar-naval.

O curso tem duração de três anos em regime de internato, e é composto de três principais áreas: acadêmica, física e militar.

Na parte acadêmica são recebidos ensinamentos em sala de aula referentes ao curso do Ensino Médio, além de instruções atinentes ao preparo militar-naval.

Na parte física, os alunos treinam com professores em suas respectivas equipes, onde recebem os ensinamentos adequados para o desenvolvimento dentro das mesmas.

Na parte militar, o Aluno recebe instrução de marcha, a fim de prepará-lo para cerimônias militares, além da escala de serviço.

O Corpo de Alunos é dividido em três anos escolares.

Os recém matriculados após o período de adaptação tornam-se Alunos do 1º ano. Os Alunos são divididos em Companhias, sendo que cada uma delas é dividida em Pelotões. No CN, o comando dos Pelotões e Companhias é exercido pelos Alunos mais antigos, sendo que há um Comandante de Companhia, este Oficial, responsável por cada Companhia. O Corpo de Alunos, por sua vez, tem seu comando exercido pelo Comandante do Corpo de Alunos, normalmente um Oficial Superior.

Contatos:

site oficial: http://www.cn.mar.mil.br/
e-mail: concurso@cn.mar.mil.br
telefone: (24) 3421-3018
Endereço: Av. Marques de Leão s/nº – Centro Angra dos Reis – RJ CEP: 23909-900

 

A Escola Naval – EN

Escola Naval tem o propósito de formar Oficiais de Marinha para os postos iniciais das carreiras dos Corpos da Armada (CA), Fuzileiros Navais (CFN) e Intendentes da Marinha (CIM). A Escola Naval está localizada na cidade do Rio de Janeiro.

Os Cursos da Escola Naval

Os Cursos ministrados na Escola Naval (EN), denominados “Cursos de Graduação da Escola Naval”, são destinados à formação de Oficiais para o Corpo da Armada (CA), o Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) e o Corpo de Intendentes de Marinha (CIM), são realizados de modo diversificado, proporcionando habilitações de interesse militar-naval, dentro da área de Ciências Navais, tendo seu ensino estruturado em um Ciclo Escolar e um Ciclo Pós-Escolar.

O Ciclo Escolar, realizado pelo aluno na graduação de Aspirante, terá a duração de 4 (quatro) anos letivos, para todos os cursos, sob regime de internato. Cada ano letivo compreenderá um Período de Verão e um Período Acadêmico.

Período de Verão: durante este período serão realizados, respectivamente, o Estágio de Adaptação para os Aspirantes do 1º ano, o Estágio de Sobrevivência no Mar, o Estágio de Sobrevivência na Selva e outros para os Aspirantes do 2º ano e Viagens de Instrução para os Aspirantes do 3º ano.

Período Acadêmico: durante este período serão realizadas as atividades de ensino, treinamento físico e formação militar-naval.

Ao início do 3º ano letivo, após o Período de Verão, o Aspirante fará a opção de Corpo e de Habilitação dentro do Corpo, de acordo com sua ordem de classificação obtida no 2º ano letivo.

Os seguintes Cursos de Graduação e habilitações serão oferecidos pela EN:

a) Corpo da Armada

– Habilitações: Mecânica; Eletrônica; ou Sistemas de Armas

b) Corpo de Fuzileiros Navais

– Habilitações: Mecânica; Eletrônica; ou Sistemas de Armas.

c) Corpo de Intendentes da Marinha

– Habilitação em Administração.

Os Oficiais do Corpo da Armada: exercerão cargos relativos à aplicação do Poder Naval e seu preparo.

Os Oficiais do Corpo de Fuzileiros Navais: exercerão cargos relativos à aplicação do Poder Naval e seu preparo, em especial nas operações anfíbias.

Os Oficiais do Corpo de Intendentes da Marinha: exercerão cargos relativos à aplicação e ao preparo do Poder Naval, que visem ao atendimento das atividades logísticas e das relacionadas com a economia, as finanças, o patrimônio, a administração e o controle interno.

Contatos:

site oficial: http://www.en.mar.mil.br/
e-mail: rp@en.mar.mil.br
telefone: (21) 3974-1401
Endereço: Av. Almte. Sylvio de Noronha, s/n Castelo – CEP 20.021-010 – Rio de Janeiro – RJ

 

Centro de Instrução Almirante Wandenkolk – CIAW

CIAW está localizado na baía de Guanabara, a Ilha das Enxadas tem como pontos mais próximos do continente o Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro e o Píer da Praça Mauá. A ilha foi adquirida, pela Marinha, em 1869. Em 1760 já havia sido iniciada a construção do 1° prédio – O Colonial -. Ao longo dos anos, a ilha sofreu diversas modernizações em suas instalações e prédios, a fim de melhor receber seus alunos nos diversos cursos que são ministrados.

Missão

O CIAW tem o propósito de capacitar os Oficiais dos diversos Corpos e Quadros para o exercício, na paz e na guerra, das funções previstas nas Organizações Militares da Marinha e de formar Oficiais que integrarão as fileiras da Marinha do Brasil (MB). Estes Oficiais atuarão nas mais diversas áreas juntamente com os Oficiais formados pela Escola Naval. Hoje o CIAW possui um efetivo de 500 militares na administração e 500 alunos em diversos cursos de formação para Oficiais da ativa e da reserva, Aperfeiçoamento e Especialização e de outras modalidades.

O Curso de Formação de Oficiais para o:

  • Quadro Complementar do Corpo de Intendentes (QC-IM)
  • Quadro Complementar do Corpo de Fuzileiros Navais (QC-FN)
  • Quadro Complementar do Corpo da Armada (QC-CA)
  • Corpo de Saúde da Marinha (CSM)
  • Quadro de Capelães Navais do Corpo Auxiliar da Marinha (CapNav)
  • Corpo de Engenheiros da Marinha (CEM)
  • Quadro Técnico do Corpo Auxiliar da Marinha (CP-T)

Corpo de Oficiais que gerenciam e conduzem as atividades de Administração, Abastecimento e Finanças nas Organizações Militares da Marinha.

Quadro Complementar do Corpo de Intendentes – QC-IM
CFN é uma força de pronto-emprego de caráter expedicionário por excelência, exclusivamente composta por militares voluntários, submetidos a rigoroso processo de seleção e treinamento no combate em terra, mar e ar, com a tarefa de garantir a projeção do poder naval em terra, por meio de desembarques realizados em conjunto com navios e efetivos da Marinha do Brasil.

Quadro Complementar do Corpo de Fuzileiros Navais – QC-FN
Corpo de Oficiais que conduz, opera e mantém os navios de guerra, de pesquisa e de apoio da Marinha do Brasil e executa funções administrativas e operativas em organizações militares de terra, privativas deste Corpo.

Quadro Complementar do Corpo da Armada – QC-CA
Corpo de Saúde da Marinha (CSM) destina-se a suprir a Marinha com Oficiais para o exercício de cargos técnicos relativos às atividades necessárias à manutenção, no mais alto grau, da higidez do pessoal militar da Marinha voltado para aplicação do Poder Naval e seu preparo.

Corpo de Saúde da Marinha – CSM
Quadro de Capelães Navais (CapNav) Quadro de oficiais que gerenciam e conduzem as atividades de Religiosas nas Organizações Militares da Marinha.

Quadro de Capelães Navais – CAPNAV
Corpo de Oficiais que gerencia e conduz as atividades de pesquisa, desenvolvimento, manutenção e projetos de meios navais, aeronavais e de fuzileiros navais e de seus equipamentos, além de realizar outras atividades específicas de cada especialidade na área de Engenharia.

Corpo de Engenheiros da Marinha – CEM
O Quadro Técnico (T) do Corpo Auxiliar da Marinha destina-se ao preenchimento de cargos técnico-administrativos que visam às atividades de apoio técnico e às atividades gerenciais e administrativas em geral, além das atividades inerentes à carreira militar.

Quadro Técnico (T) do Corpo Auxiliar da Marinha – CP(T)

Contatos:

site oficial: http://www.mar.mil.br/ciaw/
e-mail: comsoc@ciaw.mar.mil.br
telefone: (21) 2104-7061
Endereço: Ilha das Enxadas, Baia de Guanabara – Rio de Janeiro – RJ

 

Centro de Instrução Almirante Alexandrino – CIAA

O Centro de Instrução Almirante Alexandrino – CIAA está situado na Avenida Brasil, nº 10.946 – Penha, Rio de Janeiro.

Missão

CIAA tem o propósito de capacitar Praças dos diversos Corpos e Quadros para o exercício, na paz e na guerra, das funções previstas nas Organizações Militares da Marinha.

Para consecução do seu propósito, cabem ao CIAA as seguintes tarefas:

I – Ministrar Cursos de Formação para Praças da ativa e da reserva, que lhe forem determinados;

II – Ministrar Cursos de Especialização e Aperfeiçoamento para Praças, que lhe forem determinados; e

III – Ministrar Cursos  Especiais, Expeditos e Extraordinários, que lhe forem determinados.

Contatos:

site oficial: http://www.ciaa.mar.mil.br/
e-mail: contato@ciaa.mar.mil.br
telefone: (21) 2126-6211
Endereço: Av. Brasil nº 10.940 Penha – Rio de Janeiro – RJ CEP: 21.012-350

 

Escolas de Aprendizes-Marinheiro – EAM

O Corpo de Praças da Marinha

O Corpo de Praças da Armada – CPA

O Corpo de Praças da Armada, cuja carreira inicia-se nas Escolas de Aprendizes-Marinheiro, tem como principais atribuições o guarnecimento dos navios e/ou aeronaves componentes da Marinha do Brasil, executando as tarefas necessárias à manutenção e operação de equipamentos e sistemas, à conservação de compartimentos e ao atendimento de serviços gerais e específicos de bordo. Além disso, as praças do CPA podem ser designadas para o exercício de funções técnicas ou administrativas, de acordo com as necessidades da Marinha, em organizações militares em terra.

O Curso de Formação dos Marinheiros

Os candidatos aprovados no Processo Seletivo para as Escolas de Aprendizes-Marinheiro realizarão um curso de onze (11) meses, em uma das quatro Escolas:

Durante o curso, realizado anualmente de janeiro a dezembro, inicialmente com a graduação de Aprendiz-Marinheiro e posteriormente como Grumete, os militares terão as seguintes vantagens:

  • Vencimentos mensais de cerca de R$ 680,00;
  • Uniformes;
  • Assistência médico-hospitalar;
  • Alojamento e alimentação, entre outros benefícios.

O curso de Formação militar-naval consta basicamente das seguintes disciplinas:

  • Treinamento Físico-Militar;
  • Armamento portátil e tiro;
  • Organização da Marinha;
  • Português, Física, Matemática, Eletricidade e Inglês;
  • História Naval;
  • Relações Humanas e Liderança;
  • Informática;
  • Primeiros Socorros;
  • Combate a Incêndio, entre outras de interesse militar-naval.

Após a aprovação no curso de formação, os Grumetes serão declarados Praças da Marinha do Brasil, na graduação de Marinheiro, e serão designados para servirem em um dos diversos tipos de navios da Marinha, tais como: Porta-Aviões, Fragatas, Corvetas, Navios-Patrulha, Navios de Transporte, de Assistência-Hospitalar, de levantamento hidrográfico e de pesquisas, que têm base nas cidades do Rio de Janeiro, Manaus, Belém, Natal, Salvador, Rio Grande (RS) e Ladário (MS), assim como, em esquadrões de helicópteros e de aviões que têm base em São Pedro D’Aldeia – RJ, Manaus, Rio Grande (RS) e Ladário (MS). Permanecem nessas unidades por um ano e, após, são designados para unidades em terra, onde permanecerão por mais um ano.

O Salário de um Marinheiro é de cerca de R$ 1.200,00 mensais, recebendo ainda décimo terceiro salário, adicional de férias e, quando devido, auxílio transporte.

O Curso de Especialização

Ainda nas Escolas de Aprendizes os futuros Marinheiros realizarão um teste vocacional e serão classificados dentro de três Ramos básicos:
Mecânica, Eletricidade/Eletrônica ou Apoio.

Durante os dois primeiros anos como Marinheiro, dentro do Ramo Vocacional em que foi classificado, escolherá uma especialidade (qualificação técnica) que irá cursar, conforme a seguir:

  • – Ramo Vocacional de Mecânica: Motores, Máquinas Navais, Caldeiras, Faroleiro, Artífice de Mecânica ou de Metalurgia, Carpinteiro, Armamento Naval e Aviação.
  • – Ramo Vocacional de Eletricidade/Eletrônica: Eletricidade, Eletrônica, Direção de Tiro, Comunicações Interiores, Comunicações Navais, Operador de Radar ou de Sonar, Hidrografia e Navegação, Armamento Naval e Aviação.
  • – Ramo Vocacional de Apoio: Manobras e Reparos, Sinais, Educação Física, Escrevente, Paioleiro, Arrumador, Cozinheiro, Barbeiro e Enfermeiro.

Ainda poderá como Voluntário escolher a especialidade de Mergulho. Essa Especialidade juntamente com as de Aviação e Educação Física têm exames psicológico e médico específicos e, as de Mergulho e Educação Física, exame Físico diferenciado.

Os cursos de especialização, realizados no terceiro ano de Marinheiro, têm duração de seis (6) a nove (9) meses, dependendo da especialidade, e são realizados nas cidades do Rio de Janeiro e de Niterói, com exceção do de Aviação que é realizado na cidade de São Pedro D’Aldeia – RJ.

Nos cursos de especialização os Marinheiros estudarão os princípios básicos de sua especialidade e os equipamentos e sistemas usados na Marinha que vão operar e manter.

Ao final do curso, serão promovidos a Cabo. Embarcarão em navios, esquadrões de helicópteros e de aviões, ou irão servir em organizações em terra.

Permanecerão como cabos por cerca de cinco (5) anos.
O Salário de um Cabo é de cerca de R$ 1.950,00 mensais, recebendo ainda décimo terceiro salário, adicional de férias e, quando devido, auxílio transporte.

Em grande número das especialidades, os Cabos poderão voluntariar-se para ser submarinistas, ou seja, fazer parte das tripulações dos submarinos, com outras vantagens específicas, inclusive salariais.

A Promoção a Sargento e o Curso de Aperfeiçoamento

Após cinco anos na graduação de Cabo, farão o Curso de Habilitação a Sargento, com duração de cerca de dois (2) meses. Serão promovidos à graduação de Terceiro-Sargento e, logo a seguir, realizarão o Curso de Aperfeiçoamento, com duração de seis (6) a nove (9) meses, complementando a formação técnica iniciada com o Curso de Especialização, ou seja, tornam-se técnicos reconhecidos pelo MEC.

O Salário de um Terceiro-Sargento com o curso de aperfeiçoamento é de cerca de R$ 3.080,00 mensais, recebendo ainda décimo terceiro salário, adicional de férias e, quando devido, auxílio transporte.

Após Terceiro-Sargento, serão promovidos sequencialmente a segundo-sargento, primeirosargento e a suboficial, cumpridas as exigências e os critérios previstos em legislação específica, em intervalos médios de cerca de cinco anos.

As Vantagens de Carreira

Durante sua carreira, as praças, que iniciaram sua vida na Escolas de Aprendizes-Marinheiro, terão a oportunidade de participar de diversas missões e Operações Navais, viajando e conhecendo diversos lugares no Brasil e no exterior. Terão oportunidade, também, de servirem em várias organizações em terra, em várias cidades do Brasil. Irão aprender a importância dos laços de amizade do homem do mar, que o diferencia de todos os outros profissionais, tornando esta profissão única e apaixonante.

Ao longo da carreira terão oportunidade de realizar cursos, de trabalhar no exterior e desempenhar outras atividades de interesse da Marinha.

Graças a esses cursos e ao desempenho nas suas atividades poderão alcançar as diversas graduações da Marinha, chegando por seus méritos à de Suboficial. Poderão ainda por concurso interno, a partir de Terceiro-Sargento, ascender ao oficialato, com oportunidades de chegar até o posto de Capitão-de-Mar-e-Guerra.

A Carreira Naval possui inúmeras vantagens e benefícios, tais como:

  • Perspectiva de crescimento profissional ao longo da carreira;
  • Bom ambiente de trabalho;
  • Plano de carreira bem definido, com possibilidade de ascensão contínua com aumento de salários proporcionais;
  • Estabilidade após dez (10) anos de serviço;
  • Ingresso sem exigência de experiência anterior;
  • Oportunidade de se tornar um técnico reconhecido no meio civil;
  • Salários indiretos e benefícios, tais como:
    • Transferências remuneradas;
    • Possibilidade de moradia, a partir da graduação de Cabo, quando fora da cidade do Rio de Janeiro;
    • Assistência médico-hospitalar para si e para seus dependentes em instalações exclusivas da Marinha;
    • Programas e projetos sociais voltados ao bem estar social do militar e de seus dependentes, bem como facilidades oferecidas por meio de intercâmbio com entidades públicas e privadas;
    • Instalações sócio-recreativas para si e seus dependentes, mediante pequena mensalidade;
    • Uniformes;
    • Alimentação;
    • Aposentadoria com vencimentos integrais etc.

Contatos:

site oficial: http://www.ensino.mar.mil.br/
e-mail: densm@densm.mar.mil.br

 

CFN – Corpo de Fuzileiros Navais

Os Fuzileiros Navais são uma força integrante da Marinha do Brasil, responsável pela segurança de assuntos que dizem respeito aos interesses navais do País. Prontos para entrar em ação em terra ou na água, também são chamados de “Anfíbios”.Mesmo um país pacífico como o Brasil precisa de uma tropa capaz de agir com rapidez diante de qualquer emergência, principalmente se levarmos em conta a extensão de nosso litoral e nossas grandes redes hidrográficas. Aí entra a competência dos Fuzileiros Navais.

O Curso de Sodado Fuzileiro Naval

O curso terá início com o período de adaptação, onde os alunos realizarão vários tipos de exercícios físicos, assistirão palestras, com rotina de atividades intensas, as quais serão exigidos com rigor, sendo observados o respeito à disciplina e hierarquia, de forma que permita uma adaptação prévia à vida militar como Fuzileiro Naval.Após a conclusão do curso, será nomeado SD-FN (soldado) e ingressará no CPFN, onde assumirá compromisso inicial de dois anos no Serviço Ativo da Marinha, contados a partir da data de sua nomeação.

O C-FSD-FN terá a duração de, aproximadamente, dezessete semanas e será conduzido no Centro de Instrução Almirante Milcíades Portela Alves (CIAMPA), localizado no Rio de Janeiro (RJ) ou, simultaneamente, no Centro de Instrução e Adestramento de Brasília (CIAB), localizado em Brasília (DF), de acordo com currículo aprovado pela Diretoria de Ensino da Marinha e normas específicas em vigor no Corpo de Fuzileiros Navais (CFN), em regime de internato e dedicação exclusiva até a formatura.

No primeiro ano, cumprirão o Estágio Inicial (EI) e serão designados a servir em qualquer Organização Militar (OM) da Marinha no território nacional e somente os aprovados nessa fase, serão considerados plenamente adaptados à carreira naval, permanecendo, assim, no Serviço Ativo da Marinha. Após esses dois anos, poderá ser selecionado e indicado para realizar Curso de Especialização, do terceiro ao sexto ano. Sendo aprovado, será promovido à graduação de Cabo, onde será novamente designado para servir em OM para Estágio de Aplicação e só após esse período, poderá ser selecionado para promoção a Sargento.A partir de Sargento, poderá chegar até a graduação máxima de Tenente.

Curso de Formação de Sargentos Músicos do Corpo de Fuzileiros Navais (C-FSG-MU-CFN)

Os candidatos aprovados no concurso e classificados dentro do número de vagas serão matriculados no C-FSG-MU-CFN e o realizarão na condição de Praça Especial, de acordo com o que preceitua o artigo 16 da Lei 6880/80 (Estatuto dos Militares). Durante o curso, a Praça Especial perceberá o valor aproximado de R$ 858,00 (oitocentos e cinquenta e oito reais) por mês, como ajuda de custo para suas despesas pessoais. Mediante a aprovação no C-FSG-MU-CFN, a Praça Especial será nomeada Terceiro-Sargento Fuzileiro Naval, quando passará a perceber a remuneração inicial da ordem de R$ 3.890,00 (três mil, oitocentos e noventa reais).

O C-FSG-MU-CFN terá a duração de, aproximadamente, 18 semanas e será conduzido de acordo com currículo aprovado pela Diretoria de Ensino da Marinha e normas específicas em vigor no Corpo de Fuzileiros Navais (CFN), em regime de internato e dedicação exclusiva até a formatura.

O curso de Formação será no Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (Ciasc), no Rio de Janeiro.

A matrícula no C-FSG-MU-CFN não implica em ingresso no Corpo de Praças de Fuzileiros Navais (CPFN), pois para tal é essencial a conclusão com aproveitamento do C-FSG­MU. O aluno que for aprovado em outro processo seletivo ou concurso, que implique em perdas de atividades curriculares do C-FSG-MU-CFN, ou pedir desistência do curso terá a matrícula cancelada “ex-officio”.

O C-FSG-MU-CFN terá início com o Período de Adaptação, no qual os alunos realizarão diversos tipos de exercícios físicos, assistirão a palestras e terão uma rotina de atividades intensas, nas quais serão exigidos com rigor, sendo observado o respeito à disciplina e hierarquia, de forma que se tenha uma adaptação prévia à vida militar como Fuzileiro Naval.

Após a conclusão do C-FSG-MU-CFN, a Praça Especial prestará juramento à Bandeira e será nomeada Terceiro-Sargento. Ingressará no CPFN e assumirá compromisso inicial de dois anos no Serviço Ativo da Marinha (SAM), contados a partir da data de sua nomeação.

A critério da Administração Naval, poderá realizar, também, o Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos, no mesmo ano de realização do C-FSG-MU-CFN.

Será designado para servir em qualquer Organização Militar (OM) da MB no território nacional. Exercerá uma das funções destinadas a um Terceiro-Sargento, de acordo com a Tabela de Lotação da OM e critérios estabelecidos pela Administração Naval.

Contatos:

site oficial: http://www.mar.mil.br/cgcfn/
E-mail: concurso@cpcfn.mar.mil.br
Endereço: Fortaleza de São José – s/nº – Ilha das Cobras – Rio de Janeiro-RJ – CEP 21.911-000

 

Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante – EFOMM

A Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante – EFOMM é uma Universidade do Mar, um centro de referência para a formação de Oficiais da Marinha Mercante altamente qualificados, não só do Brasil, mas também para jovens cujo país de origem não tenha uma Escola de Marinha Mercante, ou para jovens cujo país de origem possua intercâmbio de alunos, como Peru, Panamá, Equador, República Dominicana, etc. O Brasil atende como referência para a América Central, América do Sul e Parte da África. Isso atesta o nível de capacitação profissional a que o Oficial brasileiro se lança no mercado.

Na EFOMM são formados Oficiais em duas opções de curso: o de Náutica e o de Máquinas. Tanto no curso de náutica quanto no de máquinas, os alunos estudam na Escola em regime de internato durante 3 anos.

O Curso

O curso terá dois períodos e será desenvolvido em oito semestres, a saber:

  • Período Acadêmico, composto de seis semestres letivos em regime de internato, com dedicação exclusiva do aluno e estruturado em um sistema serial anual, dividido em dois semestres; e
  • Período de Estágio, compreendendo dois semestres embarcado para o curso de Náutica e um semestre embarcado para o curso de Máquinas, cumprindo estágio supervisionado.

As atividades de ensino serão desenvolvidas no Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA) e no Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (CIABA) e compreendem:

– atividades acadêmicas – desenvolvidas em salas de aula, laboratórios, a bordo de embarcações, plataformas, terminais marítimos, estaleiros e simuladores;

– atividades militares – desenvolvidas com vistas à formação militar-naval e compreendem disciplinas curriculares, embarques, formaturas, cerimônias e eventos cívico-militares, serviço diário, prática de liderança e atividades de rotina das Organizações Militares; e

– atividades extraclasse – destinam-se a complementar o curso e compreendem palestras, seminários, filmes, visitas, atividades sociais e esportivo-culturais, de interesse para a formação do aluno.

Após o término do 3º ano, o aluno realizará, obrigatoriamente, o Estágio de Praticante, denominado Programa de Estágio (PREST), a bordo de embarcações mercantes utilizadas na navegação marítima e no apoio marítimo, exclusivamente em empresas indicadas pelos Centros de Instrução.

Durante os semestres acadêmicos, os alunos são militares, conforme previsto no Estatuto dos Militares, por estarem realizando a Formação de Oficiais da Reserva da Marinha.

Após a declaração de Praticantes, os alunos são desligados do Serviço Ativo da MB, incluídos como Guarda-Marinha na Reserva, de acordo com a legislação em vigor. Como alunos civis, passam a ser regidos pelas Normas do Ensino Profissional Marítimo (EPM) e o Regimento Interno dos Centros de Instrução.

Ao terminar o curso, o aluno será declarado Bacharel em Ciências Náuticas (curso de nível superior), e passará a integrar o Quadro de Oficiais da Reserva não remunerada da Marinha do Brasil, no posto de 2º Tenente.

Contatos:

site oficial: https://www.mar.mil.br/ciaga/
E-mail: processoseletivoefomm@ciaga.mar.mil.br
Endereço: Av. Brasil, nº 9.020 – Olaria – Rio de Janeiro-RJ – CEP 21.030-001
Telefone: (21) 3505-3100

 

Serviço Militar Voluntário de Oficiais

Nota Informativa número 02

Foram prorrogadas, até 2 de dezembro, as inscrições do Processo Seletivo para o Serviço Militar Voluntário (SMV) de Oficiais Temporários. As provas também têm nova data prevista: 5 de fevereiro de 2017.

Em aditamento ao Aviso de Convocação no 07/2016, o Comando do Marinha do Brasil torna público a seguinte alteração no Apêndice I – Cronograma de Eventos:

Nota Informativa 02

O Comando da Marinha, no uso de suas atribuições, torna pública a abertura de inscrições e estabelece normas específicas ao processo seletivo para convocação de profissionais de nível superior, de ambos os sexos, para a prestação do SMV temporário como Oficial de 2ª Classe da Reserva da Marinha (RM2).

As inscrições dos voluntários não implicam, por parte da Marinha do Brasil, qualquer compromisso até o início do Estágio de Adaptação e Serviço (EAS) ou do Estágio de Serviço Técnico (EST).

São condições necessárias à inscrição:

  • ser voluntário;
  • ser brasileiro nato, nos termos do art. 12, inciso I e seu § 3º inciso VI da CRFB/88;
  • ter mais de 18 (dezoito) anos e menos de 45 (quarenta e cinco) anos de idade, no ano de sua incorporação; e
  • ter concluído o curso superior (Bacharelado/Licenciatura) relativo à profissão a que concorre, mediante apresentação do diploma de graduação na habilitação ou de licenciatura para a área técnica-magistério, com validade nacional, ou declaração de conclusão do curso de graduação contendo a data de colação de grau, acompanhada de histórico escolar; e estar registrado no órgão fiscalizador da profissão a que concorre, quando existir, até a data de entrega dos documentos comprobatórios para a prova de títulos.

O processo seletivo será constituído das seguintes Etapas:

  • 1ª Etapa: Prova Objetiva (PO) – eliminatória e classificatória;
  • 2ª Etapa: Verificação de Dados Biográficos (VDB) – eliminatória;
  • 3ª Etapa: Inspeção de Saúde (IS) – eliminatória;
  • 4ª Etapa: Prova de Títulos (PT) – classificatória;
  • 5ª Etapa: Verificação Documental (VD) – eliminatória;
  • 6ª Etapa: Designação à incorporação; e
  • 7ª Etapa: Incorporação.

Vagas

São 450 vagas em todo país para ambos os sexos.

Quadro de vagas distribuídas por cidades.

As vagas estão distribuídas pelos nove Distritos Navais: (veja o aviso de convocação de cada distrito naval nos links abaixo)

As vagas abertas são para diversas áreas de nível superior.

Resumo do Concurso

Inscrição: 13/10/16 a 02/12/16
Taxa Inscriçao R$ 55,00
Vagas 450
Prova 05/02/2017
Inscrição no site https://www.ensino.mar.mil.br/

 

Serviço Militar Voluntário de Praças RM2 2017

O Comando da Marinha, no uso de suas atribuições, torna pública a abertura de inscrições e estabelece normas específicas ao processo seletivo para convocação de profissionais de nível médio, de ambos os sexos, para a prestação do SMV temporário como Praças de 2ª Classe da Reserva da Marinha (RM2), de acordo com o disposto nas Leis nº 4.375/1964 (Lei do Serviço Militar) e Decretos nº 57.654/66 (Regulamento da Lei do Serviço Militar) e nº 4.780/2003 (Regulamento da Reserva da Marinha), a fim de completar o efetivo de militares na área de jurisdição dos nove Distritos Navais. As inscrições dos voluntários não implicam, por parte da MB, qualquer compromisso até o início do Estágio Técnico para Praças (ETP).

MILITARES TEMPORÁRIOS SÃO OS INTEGRANTES DA RESERVA DE 2ª CLASSE DA MARINHA, INCORPORADOS PARA PRESTAR SERVIÇO MILITAR, EM CARÁTER TRANSITÓRIO E REGIONAL. A NATUREZA DO VÍNCULO COM A FORÇA É, NESSE SENTIDO, PRECÁRIA E TRANSITÓRIA, COM DURAÇÃO MÁXIMA DE 8 (OITO) ANOS, NÃO GERANDO QUALQUER EXPECTATIVA QUANTO À PERMANÊNCIA E À ESTABILIDADE, AS QUAIS SOMENTE SE ADMITEM AOS MILITARES DE CARREIRA DE ACORDO COM OS REQUISITOS PREVISTOS EM LEI.

São condições básicas à inscrição:

  • ser voluntário;
  • ser brasileiro nato ou naturalizado, nos termos do art. 12, I, da CRFB/88;
  • ter mais de 18 (dezoito) anos e menos de 45 (quarenta e cinco) anos de idade, até 31 de dezembro do ano de sua incorporação; e
  • ter concluído o ensino médio e o curso de nível técnico relativo à profissão a que concorre.

Vagas

São 656 vagas em todo país para ambos os sexos.

Quadro de vagas distribuídas por cidades – Área Industrial (Cabos).

Quadro de vagas distribuídas por cidades – Área de Saúde (Cabos).

Quadro de vagas distribuídas por cidades – Marinheiros. (Nível Fundamental)

As vagas estão distribuídas pelos nove Distritos Navais: (veja o aviso de convocação de cada distrito naval nos links abaixo)

Para a prestação do SMV como Cabo (CB):

As vagas abertas são para a Área de Saúde: Enfermagem, Higiene Dental, Patologia Clínica, Radiologia Médica, Nutrição e Dietética, Prótese Dentária, Técnico em Farmácia.

E para Área Industrial: Desenho Mecânico, Edificações, Eletrônica, Eletrotécnica, Estruturas Navais, Marcenaria, Mecânica Industrial, Metalúrgica, Motores, Telecomunicações, Química.

Para a prestação do SMV como Marinheiro Especializado (MNE) (Nível Fundamental):

Eletricidade, Marcenaria, Motores e Motoristas de viatura administrativas.

Para concorrer as 40 vagas de Motoristas é necessário ter Carteira Nacional de Habilitação (CNH) nas categorias D e E.

Do Processso Seletivo

O processo seletivo será constituído das seguintes Etapas:

  • 1ª Etapa: Prova Objetiva (PO) – eliminatória e classificatória;
  • 2ª Etapa: Verificação de Dados Biográficos (VDB) – eliminatória;
  • 3ª Etapa: Inspeção de Saúde (IS) – eliminatória;
  • 4ª Etapa: Verificação Documental (VD) – eliminatória;
  • 5ª Etapa: Prova de Títulos (PT) – classificatória;
  • 6ª Etapa: Designação à incorporação; e
  • 7ª Etapa: Incorporação.

A Prova Objetiva será composta de 50 questões de múltipla escolha, cada uma com 05 opções de resposta, das quais apenas 01 (uma) será correta, com valor de 2 pontos cada, e englobará as matérias especificadas a seguir: – Língua Portuguesa e Conhecimentos Específicos da Carreira Militar Naval.

Resumo do Concurso

Inscrição: 10/01 até 03/02/2017
Taxa Inscriçao R$ 50,00
Vagas 656
Prova 26/03/2017
Inscrição Nível Médio/Técnico https://www.ensino.mar.mil.br/
Inscrição Nível Fundamental https://www.ensino.mar.mil.br/


Junte-se à milhares de alunos e receba atualizações, artigos e dicas imperdíveis no seu e-mail!

Respeitamos sua privacidade, NUNCA enviamos spam!

Estamos nas redes Sociais

:: Copyright © 2018 Instituto Brasileiro de Preparação às Escolas Militares :: Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: W.Trinca Marketing Ágil